MUITO TREINO E POUCO RESULTADO? CULPE SEUS PAIS!

                Os benefícios e resultados dos programas de treinamento têm como determinante maior a bagagem genética de cada indivíduo. A variabilidade genética explica porque são tão diferentes as respostas do corpo aos estímulos promovidos pelos exercícios físicos com os diferentes objetivos: melhora do condicionamento cardiorrespiratório, ganho de massa muscular, perda de peso etc.

                Um estudo realizado por pesquisadores franceses com um desenho muito interessante composto de uma amostra populacional de gêmeos idênticos elaborou um modelo que permite entender um pouco melhor como a genética interfere nos resultados.

                A partir desse estudo que conseguiu praticamente neutralizar a influência de qualquer outra variável que não o quadro gênico dos voluntários, chegou-se às seguintes conclusões:

                Podemos subdividir uma população em 4 grupos de indivíduos de acordo com a natureza das respostas ao treinamento:

                Grupo 1: Indivíduos que quando submetidos ao treinamento respondem rapidamente e a magnitude da resposta é sempre satisfatória com ganhos significativos

                Grupo 2: Indivíduos cuja resposta ao treino é rápida, porém a magnitude do ganho não é tão significativa quanto se desejaria e o ganho estabiliza logo com pouca evolução.

                Grupo 3: Indivíduos que demoram bem mais tempo para obter o resultado, porém depois de um período mais longo de persistência o resultado obtido é bastante significativo e satisfatório.

                Grupo 4: Indivíduos cuja resposta é lenta e além disso o resultado final é um ganho pouco satisfatório semelhante ao do grupo2.

                É claro que outras variáveis como idade, atividade física pregressa e eventualmente alguns outros fatores podem interferir um pouco no modelo acima proposto, entretanto temos que mais uma vez admitir que a genética é soberana ! Fica assim também mais fácil de entender que às vezes temos que nos conformar com a nossa individualidade que nem sempre preenche os requisitos que gostaríamos.

                É também importante que a constatação da natureza da resposta não desestimule ninguém a fazer exercícios, porque os benefícios obtidos mesmo quando de menor magnitude são sempre extremamente importantes principalmente para promoção de saúde e qualidade de vida.

                E finalmente perceba que se você ”treina muito e melhora pouco”, se existem “culpados”  por isso, são seus pais!

Anúncios

7 pensamentos sobre “MUITO TREINO E POUCO RESULTADO? CULPE SEUS PAIS!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s